Chuva no jardim

por Natalia Maeda

Caem do céu as gotas que um dia fizeram parte de mim. Ontem agarravam-se ao coração petrificado, hoje se desprendem como pétalas que voam das árvores em dia de tempestade. Primeiro o medo, agora a vida: amanhã o sol nasce de novo, e isso basta para que o jardim continue a florescer.

Anúncios