Reviravoltas

por Natalia Maeda

“Pai, por que às vezes parece que pedaços de nós voam com o vento como as folhas de uma árvore em dia de tempestade?”

“Pedaços como quais?”

“Vale a pena correr atrás deles ou é melhor seguir pela estrada sem olhar para trás?”

“Se forem pedaços como este, prossiga. Ou outros, pode guardar na lembrança. Mas prossiga de qualquer jeito.”

Anúncios